segunda-feira, 4 de março de 2013

Com o fim da Piracema - Você sabe o que é piracema? Para que serve?

Piracema é o nome dado ao período de desova dos peixes, quando eles sobem os rios até suas nascentes para desovar. O termo tem origem na língua tupi e significa "saída de peixe", através da junção dos termos pirá ("peixe") e sem ("sair").


 A Piracena ou a época do Defeso é o período de reprodução dos peixes que ocorre entre os meses de outubro a março. Os peixes que migram para reprodução precisam nadar contra a correnteza em uma subida árdua até as cabeceiras dos rios, para se reproduzirem.

Peixe reproduzindo- Foto: PortalBonito

Sendo assim fica estritamente proibido a captura de qualquer espécie nativa nesta época, assim apenas as espécies exóticas ( as quais foram introduzidas em um local onde não eram originárias) podem ser capturadas.

Nesta época a polícia ambiental realiza fiscalizações sistemáticas, visando coibir a pesca ilegal. No período do defeso portanto a pesca profissional e amadora, embarcada ou desembarcada de espécies nativas é proibida.
Pescadores presos pela PMA por pescar na época da Piracema

Na maior parte do Brasil, a piracema coincide com o período das chuvas de verão. "Quando a temperatura da água e do ar esquenta e o nível do rio sobe em até 5 metros, os peixes percebem que é hora de vencer a correnteza para se reproduzirem. Junto à cabeceira dos rios, a chance de sobrevivência dos recém-nascidos é maior", afirma o biólogo Geraldo Barbieri, do Instituto de Pesca de São Paulo, entidade do governo estadual. O ponto de partida é o chamado lar de alimentação, onde os peixes encontram comida suficiente para sobreviver na maior parte do ano.

A duração da viagem varia bastante. Peixes como as piavas não vencem mais do que 3 quilômetros por dia, mas há registros de curimbatás que chegaram a rasgar 43 quilômetros de rio em apenas 24 horas. Para todos, porém, a jornada é cheia de perigos. Além de superar cachoeiras, predadores e outros obstáculos naturais, esses animais precisam também vencer a pesca predatória.
Nadando contra a correnteza na época da Piracema

Os peixes de piracema viram presas fáceis, pois sobem os rios em grandes cardumes", afirma o biólogo Alexandre Lima Godinho, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A solução é proibir a pesca na época da migração e da reprodução, o chamado defeso, que geralmente vai de novembro a fevereiro. A cada ano, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publica uma portaria estabelecendo quais espécies não podem ser pescadas nesse período.
Mostra o Flagrante da subida do peixe-Foto: Pescasemfronteiras

Os pescadores artesanais, industriais e amadores podem conferir os períodos de defeso no Brasil, não apenas das espécies continentais, como das marinhas e ainda de áreas de transição.

A principal fonte de renda passa a ser o seguro defeso pago pelo Governo Federal no valor de um salário mínimo por mês em cada um dos quatro meses de piracema.

Conforme a polícia, turistas que desejam pescar no estado após o fim da piracema devem tirar uma licença de pesca amadora. O documento pode ser feito preenchendo um cadastro no site do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), imprimindo e pagando um boleto com uma determinada taxa.

Para Maiores informações acessem: Ministério da Pesca e Aquicultura

Fonte de pesquisa: wikipedia, mundo estranho, Pesca Evolution e G1MS
Postar um comentário