quinta-feira, 8 de março de 2012

Helena Meirelles - Violeira Pantaneira

Umas das figuras mais marcantes do nosso estado, Mulher, Pantaneira e um pouco esquecida nos dias de hoje, Helena Meirelles.


  Capa do seu 3 CD Raiz Pantaneira



A Diva da Viola Caipira nasceu em Bataguassu - MS, em 13 de agosto de 1924, tendo sido criada na fazenda do seu avô paterno entre os peões, no meio do Pantanal Sul-Mato-Grossense, e com eles aprendeu a beber, mascar fumo e gostar da viola.


Sua música é reconhecida pelas pessoas do Mato Grosso do Sul, como expressão das raízes e da cultura da região. Sua primeira apresentação profissional em um teatro foi quando tinha 67 anos, e gravou dois discos em seguida.





O reconhecimento artístico só aconteceu em 1993, quando a revista norte americana “Guitar Player” elegeu Helena Meirelles, aos 69 anos de idade, como Instrumentista Revelação do Ano ( com voto de Eric Clapton).

A publicação norte americana comparou Helena Meirelles a Keith Richards, guitarrista do Rolling Stones, e a Eric Clapton. Numa destas injustiças difíceis de serem explicadas, a valorização de nossa maior violeira aconteceu primeiro no exterior e depois aqui no Brasil.




Analfabeta, autodidata, benzedeira, parteira, lavadeira e apaixonada pelo pantanal, assim foi Helena Meirelles, uma mulher de fibra, dona de um talento musical inquestionável. Dizia ela com poesia, “quando escuto um burro urrar ou um toque de berrante, dá vontade de voar no vento e cair no meio da boiaderama”.


Contra-capa do Cd gravado com Sérgio Reis - Raiz Pantaneira


Faleceu aos 81 anos, em 28 de setembro de 2005 na cidade de Campo Grande, vítima de parada cárdio-respiratória e deixou 11 filhos.



Foto de Daniel Granville


Foi eleita uma das 100 melhores instrumentistas do mundo, por sua atuação na viola de seis, oito, dez e doze cordas.
Postar um comentário