terça-feira, 16 de julho de 2013

História de Miranda (MS)

Miranda é a cidade mais antiga de Mato Grosso do Sul, fundada em 16 de julho de 1.778. No mesmo ano foram fundadas as cidades de Ladário e Corumbá, respectivamente em 2 e 21 de setembro, às margens do Rio Paraguai.

Vista aerea do cento de Miranda
Vista aerea do cento de Miranda

Há na cidade ainda vários prédios históricos, como o antigo e o atual prédio da Prefeitura, da Usina Açucareira Santo Antônio, da Igreja Matriz e o da Estação Ferroviária, inaugurado em 1912 e que, em 2009, foi reformado e reinaugurado.


Antiga Prefeitura de Miranda - MS
Antiga Prefeitura

Usina de Açúcar de Santo Antônio
Usina de Açúcar de Santo Antônio

Estação Ferroviária de Miranda-MS
Estação Ferroviária de Miranda-MS


O Rio Miranda corta o município e faz com que muitos turistas procurem a região para pescar e descansar. Para isso, há diversos hotéis, pousadas e hotéis fazenda. Além do turismo, a pecuária também movimenta a economia.

História - A existência do município se deve ao Capitão João Leme do Prado, que desbravou os rios Miranda e Aquidauana e encontrou ruínas da antiga Xerez, cidade fundada em 1.579 e destruída por índios guaicurus.

Por ordem do Capitão Caetano Pinto de Miranda Montenegro, governador da capitania de Mato Grosso, João Leme lançou no dia 16 de julho de 1.778, os alicerces do Presídio Nossa Senhora do Carmo do Mondego, conhecido posteriormente como Presídio de Miranda.

A manutenção do povoado era difícil por falta de melhores meios de navegação pelo rio Mondego, atual Miranda.




Mesmo assim, o povoado progredia. No primeiro censo nacional realizado 94 anos depois, Miranda era a mais populosa localidade no sul de Mato Grosso, com 3.852 habitantes.


Em 30 de maio de 1.857, por Lei Provincial, o lugar foi elevado à condição de Vila de Miranda. Em 31 de dezembro de 1.912 o progresso chegou com a ferrovia. Também foram inauguradas as ferroviárias rurais de Bodoquena, Guaicurus e Salobra.
Postar um comentário