quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pontos Turísticos de Miranda

Rica em história e cultura, localizada a oeste de Mato Grosso do Sul, a 205 km de Campo Grande, Capital sul-mato-grossense, a cidade de Miranda (MS) possui alguns prédios históricos que contrastam com as construções modernas e ainda mantém algumas características, como o ano da construção e nome da família.

Junto com outras cidades sul-mato-grossessenses, Miranda também é considerada uma entrada para o Pantanal, já que é possível encontrar flora e fauna pantaneiras pela rodovia, principalmente durante os meses de cheia, onde é possível avistar um pedaço da maior planície alagável do planeta.

Outros destaques são as áreas de camping, hotéis, pesqueiros e outros atrativos que atraem visitantes interessados na pesca esportiva, turismo ecológico, turismo rural e em conhecer um pouco mais sobre a história do Mato Grosso do Sul.

Caminhadas, Safári fotográfico, focagem noturna, passeios de barco, observação de aves, calvagada, dia-a-dia nas fazendas para conhecer a rotina do homem pantaneiro são algumas das atividades turísticas oferecidas na região.

Conheça alguns atrativos turísticos de Miranda:

Centro Referencial da Cultura Terena - Projeto concebio para resgatar a história do Povo Terena, possuidor de um passo de lutas e conquistas, cuja memória histórico-cultural precisa ser reconhecida, discutida e recuperada.

Centro Referencial da Cultura Terena. Foto: Prefeitura de Miranda.

Estação Ferroviária - Inaugurada em dezembro de 1912 para uso de estação de embarque, ela integra o complexo arquitetônico da Rede Ferroviária Noroeste do Brasil e atualmente está sob concessão da All e Serra Verde Express. O Trem do Pantanal passa pelas cidades de Campo Grande, Aquidauana e Miranda.
Estação Ferroviária de Miranda. Foto: Prefeitura de Miranda.
Rio Miranda - Inúmeras espécies de peixes são encontradas no Rio Miranda, como Jaú, Pintado, Cachara, Dourado, Barbado, Pacu, Curimbatá, Piraputanga, Jurupoca, entre outros. É preciso ter atenção para as épocas em que a pesca é proibida, medir os pescados e se informar melhor sobre os limites de peso para cada pescador e sobre a pesca na região, caso contrário poderá ser multado pela Polícia Ambiental e responder por crime ambiental.

Rio Miranda. Foto: Prefeitura de Miranda.
Artesanato Terena - Supõe-se que os terenas foram os primeiros habitantes da região de Miranda. Peças feitas com barro, palha, tecelagem e argilas de diferentes cores. São produzidas peças como vasos, bilhas, potes, jarros, animais da região pantaneira, entre outros.

Artesanato Terena. Foto: Prefeitura de Miranda.
Igreja Matriz - Erigida pelo construtor Pedro Macellaro e engenheiro Arilindo de Sampaio Jorge sob as ordens dos missionários redentoristas Alphonse Hild e henrique Pflug em 1931, para abrigar a igreja matriz. Atualmente pertence à Mitra Diocesana de Jardim e encontra-se em processo de tombamento estadual.
Igreja Matriz. Foto: Prefeitura de Miranda,
Usina de Açúcar Santo Antônio - A usina foi fundada no dia 21 de julho de 1929, erguida pelo imigrante italiano Pedro Paletto sob as ordens dos sócios Antônio Ferreira Cândido, José Theófilo de Araújo, Egino Guedes e Francisco e Angelo Rebuá. O prédio foi construído em área de 4,8 mil metros quadrados, um empreendimento que tornou Miranda um grande pólo açucareiro.
Usina Santo Antônio. Foto: Prefeitura de Miranda.
Prefeitura Municipal - Erigida sob as ordens dos missionários redentoristas Alphonse Hild e Henrique Pflug, em 1931, para uso residencial dos padres. Atualmente pertence à Congregação do Santíssimo Redentor e abriga a Prefeitura Municipal.

Prefeitura Municipal. Foto: Prefeitura de Miranda.

Antiga Prefeitura - Erigida entre 1912 e 1914 para abrigar a prefeitura municipal, foi desativada na década de 80. Atualmente pertence ao município.

Antiga Prefeitura. Foto: Prefeitura de Miranda.

Casa Colonial - Erigida sob as ordens de Rancisco Pereira Mendes aproximadamente em 1875, para uso residencial. Posteriormente pertenceu a seu filho, Antônio Leopoldo Pereira Mendes.

Casa Colonial. Foto: Prefeitura de Miranda.

Com informações da Prefeitura de Miranda
Postar um comentário