quarta-feira, 6 de abril de 2016

Nossa maior Tradição - O Tereré

     


Que atire a primeira guampa o Sul-Mato-Grossense que nunca participou de uma roda de tereré num dia quente de verão.



Foto de Leidiane Léssa






Divulgação:internet

    Segundo as lendas, a origem do tereré (ou tererê, em bom castelhano) remonta à Guerra do Chaco (entre paraguaios e bolivianos, de 1932 a 1935): tropas militares teriam adotado o uso da bebida gelada para não acender fogo, o que denunciaria sua posição aos inimigos.






    
A outra versão diz que os índios já consumiam antes mesmo da invasão luso-espanhola na América. Existem relatos desde o Século XVII, onde jesuítas aprenderam com os guaranis as virtudes do mate. 



No Brasil, o tereré foi trazido pelos paraguaios, que entraram pelo país através dos estados que fazem fronteira com o país, principalmente o Mato Grosso do Sul.




Divulgação:internet



Assim, MS foi a porta de entrada para o costume paraguaio de se beber o mate gelado.

Todo o ciclo brasileiro da erva mate do tereré teve início em Ponta Porã, que faz fronteira com Pedro Juan Caballero - PY.


Foto de Revista Poranduba

     Daí para o resto do Estado, foi um pulo.


 Foto de Carla Barbosa


    O Tereré é uma bebida feita de infusão da erva-mate, com origem guarani, podendo ser consumida com água, limão, entre outras coisas. A bebida possui um gosto um pouco amargo, porem é muito apreciada.



Divulgação: internet


     O recipiente tradicional é a “guampa”, mais conhecido como uma parte de um chifre de boi, que é lacrado com um pedaço de madeira ou coro de boi, sendo revestido por fora com verniz. Mas pode ser utilizado também copo de alumínio, vidros, canecas ou até mesmo plástico.

    Na tradição as pessoas devem servir o tereré na guampa, e deve ser passado na roda no sentido horário.



Foto de Mariana de Barros


Foto de Mariana de Barros


    Modo de preparar:

    Para preparar o tereré, coloque erva mate em 2/3 da guampa e vire o recipiente (vede a boca da guampa com a mão), de maneira a fazer com que a erva-mate ocupe toda a lateral da guampa e não caia. Posicione a bomba, despeje água e divirta-se.





Divulgação: internet




    DEZ MANDAMENTOS DO TERERÉ

1. Não cuspa o tereré.
2. Não mexa na bomba.
3. Nunca colocar açúcar na água.
4. Não diga que o tereré é anti-higiênico.
5. Não deixe um tereré pela metade.
6. Não se envergonhe do "ronco" no fim do tereré.
7. Jamais chamar uma guampa de cuia.
8. Não altere a ordem em que o tereré é servido.
9. Não "durma" (demore) com a guampa na mão.
10.Tome tereré todos os dias.



Gostou?

Então curte e compartilha !!

Postar um comentário